O ponto G feminino é um dos assuntos mais discutidos quando se fala de sexualidade.

Será mito? Será mesmo verdade que existe esse ponto?

Sim, está provado que o ponto G existe mesmo. Não é um órgão sexual, é uma zona da vagina da mulher que, sendo estimulada de forma correcta, dá sensações de prazer intenso. Para a maior parte dos homens este é um local desconhecido.

Alguns homens, cerca de 55%, afirmam que nunca o conseguiram localizar. Outros, cerca de 36%, pura e simplesmente não querem saber disso. Ao o desconhecerem os homens negligenciam uma das coisas que mais dá prazer à mulher: o orgasmo através da estimulação do ponto G. Não é uma tarefa fácil e é preciso aprender. É preciso o homem saber ouvir a sua parceira, seguir as suas instruções. Só ela sabe o que é melhor.

O ponto G localiza-se na parede superior da vagina, entre 3 a 7 Cm por baixo do osso púbico. Essa área é composta por imensos nervos ligados entre si. Mas antes de avançarmos, convém dizer que não adianta passar logo para essa parte antes de preliminares bem demorados, para deixar a mulher excitada.

Dizem os especialistas que, para a mulher atingir o orgasmo através da estimulação do ponto G, convém estar bem relaxada e passar-se um bom tempo a explorar o seu corpo.

O ambiente em que ocorre a relação também deve ser considerado. Crie uma atmosfera de relaxamento. Uma atmosfera que remeta para um ambiente de intimidade, de máxima união e proximidade entre o casal. Considere fazer à sua parceira uma boa massagem sensual para dar início ao ritual. Pode inclusivamente decorar o local com velas de massagem com cheiros afrodisíacos.

Perca bastante tempo a percorrer o corpo da sua amada com carícias várias. Beije-lhe o pescoço. Todas as mulheres adoram ser beijadas e lambidas na nuca e pescoço. São das zonas mais erógenas do corpo feminino. Acaricie o interior das coxas pois aí a pele é mais suave e delicada. Encare a mulher como uma jóia rara ou uma obra de arte. É preciso tratá-la com o máximo dos carinhos. A mulher é um ser delicado, sensível, não reage bem a coisas agressivas.

Depois de a sua parceira estar bem excitada, está na hora de a penetrar com o dedo indicador e médio. Lembre-se que é essencial os dedos e a vagina estarem bem lubrificados com um bom lubrificante vaginal. Os dois dedos devem estar posicionados como se estivesse a chamar alguém. Faça movimentos de penetração suaves, nada de coisas bruscas. Com a boca e língua estimule o clitóris ou mesmo com um dedo da outra mão. Pode também lamber o clitóris e com a mão que fica livre estimular um seio dado que é a zona mais sensível do corpo da mulher.

Vale sempre a pena conhecer o nosso corpo e, principalmente, o da nossa parceira sexual. É um convite a uma vida sexual mais íntima e satisfatória.

Lembre-se que para o homem e mulher terem prazer não significa que tenha que haver penetração. O corpo humano está cheio de locais que, estimulados da forma correcta, podem levar-nos para campos de prazer que nunca pensámos puderem existir.

Visite as categorias da nossa sexshop online e deixe-se levar pela imaginação.